Quintas de Portugal

Itinerário

1º Dia – Castro Verde – Herdade dos Castelejos, 2 noites
3º Dia – Castelo de Vide – Quinta das Lavandas, 2 noites
5º Dia – Sertã – Albergue do Bonjardim, 2 noites
7º Dia – Meda – Casa do Redondo, 2 noites
9º Dia – Cinfães – Quinta da Ventuzela, 2 noites
11º Dia – Fafe – Casa das Paredes, 2 noites
13º Dia – Ponte de Lima – Quinta do Casal, 2 noites

Composição do Itinerário

Incluído: 14 noites em regime de alojamento e pequeno-almoço + 1 bebida de boas vindas em cada quinta + 1 experiência em cada quinta.

Preços

Preço por pessoa em quarto duplo – 720 euros
Preço por pessoa em quarto Individual – 998 euros

O itinerário Quintas de Portugal começa pelo Alentejo onde Árvores, flores, fauna surpreendente, água como um bálsamo para a alma, são perfumes da natureza num Alentejo que tem mais para oferecer do que o dourado das searas. Entre campos de cereais e pousios, nas estepes sem fim, esconde-se avifauna riquíssima. Percorra circuitos ambientais que o iniciam no mundo da observação de aves que são verdadeiros prodígios da natureza. A cozinha do Alentejo põe criatividade em todos os pratos, dando-lhes um toque de imaginação. O Alentejo já foi uma grande região de trigo. Nos montados de sobreiros e oliveiras, grandes varas de porcos pastavam na planície. Por isso, pão, porco e azeite são a base duma das mais gostosas cozinhas de Portugal, que as ervas perfumam com aromas de campo.

Conheça um ingrediente essencial da cozinha portuguesa e parta em busca dos diferentes sabores de cada região de Denominação de Origem Protegida: Ligeiramente espesso, frutado, com cor de ouro e por vezes com um ligeiro tom de verde. É assim o azeite alentejano. Continue a Rota do Azeite pela região do Alentejo Interior e siga para Portel, Vidigueira, Cuba, Alvito, Viana do Alentejo, Ferreira do Alentejo ou Beja. Em qualquer um destes concelhos vai encontrar uma cooperativa de portas abertas onde poderá provar um óleo de azeitona madura, com ligeiro travo a maçã ou a figo.Para provar o azeite perfumado produzido no Norte Alentejano, não deixe de visitar um dos muitos lagares existentes na região. Não perca ainda os queijos e a doçaria conventual.

Do Alentejo seguimos para o Vale do Zêzere que abre caminho por entre serras e montanhas, perfumadas por uma densa vegetação de pinheiro bravo, criando paisagens deslumbrantes. Nestes cenários idílicos integram-se harmoniosamente as aldeias de xisto, que o convidamos a visitar Veja os antigos moinhos que eram movidos pela força da água. Aprecie a forma engenhosa como foram construídas azenhas, escavada na rocha, aproveitando o exíguo espaço natural. No Zêzere também se sente a paz da Albufeira do Cabril. Visite o rico património religioso, herança das Ordens Religiosas que aqui viveram durante séculos, e não deixe de saborear o delicioso cabrito estonado, uma especialidade gastronómica desta zona.

Mais para o interior visite as Aldeias Históricas e descubra um dos nossos segredos mais bem guardados. Descobrem-se ao longe nas altivas torres dos seus castelos medievais. Hoje são pacíficas e mantêm nas pedras da rua e das casas o que Portugal tem de mais genuíno: a autenticidade do seu povo e o orgulho de uma História com 900 anos. Vai encontrar muitos motivos de encantamento nas nossas Aldeias Históricas. E não será só o património e a história. Aqui poderá desfrutar das paisagens mais soberbas de Portugal e sentir-se rodeado da mais natural simpatia.

Em terras dos rios Tâmega e Sousa, faça uma viagem inspiradora aos lugares memória do românico. Viaje pelo coração da região Norte e descubra os traços comuns a mosteiros, igrejas, pontes, castelos e torres que contam as lendas e as histórias da fundação de Portugal. Um valioso património românico que testemunha o papel relevante deste território na história da nobreza e das ordens religiosas. A Rota do Românico dá-lhe a conhecer 57 monumentos de valor excecional, distribuídos por 12 concelhos com um legado histórico e cultural comum: Castelo de Paiva, Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel, Amarante, Baião, Celorico de Basto, Cinfães, Marco de Canaveses e Resende. Aos seus momentos de contemplação, junte a descoberta e faça uns passeios a pé ou de bicicleta pelos trilhos da região, em comunhão com a natureza. Aos mais destemidos, o rio Paiva irá desafiá-los para experiências únicas, com descidas de rafting inesquecíveis.

De visita ao Minho, descubra os costumes que tomam forma no folclore. Pode vê-los nas festas e romarias que têm lugar durante o verão. Aproveite para conhecer o artesanato percorrendo o roteiro das oficinas e artesãos do Alto Minho. Veja de perto como se fazem peças tradicionais, como os ricos fatos de festa e bordados coloridos de Viana, que se usam cobertos de ouro e filigrana, ou as estranhas mas cativantes figuras de barro de Galegos - Santa Maria (Barcelos). Prove os vinhos verdes de Portugal, únicos no mundo e ideais para acompanhar peixes e mariscos ou para uma simples pausa refrescante, num dia de calor.

À mesa, prove aquele que é rei na cozinha minhota: o Caldo Verde. Delicie-se com a broa de milho, os enchidos, o bacalhau, a lampreia, a truta e o sável, cozinhados de diversas formas. Se é apreciador de boa carne, prove a famosa curiosidade minhota que é o sarrabulho e os rojões e o cabrito da Serra.

Herdade dos Castelejos

Herdade dos Castelejos

A Casa dos Castelejos, localizada no Monte do Guerreiro, entre Castro Verde e Mértola, é um convite a descobrir o mais puro e autêntico Alentejo. Esta casa encabeça uma propriedade de 480ha, que se estende no horizonte, onde o gado mertolengo pasta em total harmonia com a natureza. A sobrevoar a Herdade, ao longo da ribeira ou sobre os campos semeados que lhes dão de comer, esvoaçam uma grande diversidade de aves estepáreas.

Quinta das Lavandas

Quinta das Lavandas

No coração do Parque Natural da Serra de São Mamede, a apenas 4 Km do centro de Castelo de Vide, uma das mais bonitas vilas do país, localiza-se a Quinta das Lavandas. Com 20 hectares e um enquadramento inigualável, esta Quinta, constituiu um projeto de empreendedorismo e tem a Lavanda como grande protagonista. São cerca de 65 mil pés de lavanda (alfazema) em duas variedades: Lavandula angustifolia e Lavandim grosso bleu que tem como principal finalidade a produção de óleos essenciais e a elaboração de produtos tradicionais.

Albergue do Bonjardim

Albergue do Bonjardim

Integrada num ambiente rural, esta bela casa de Quinta tem as suas origens no século XVIII. Está situada no centro de Portugal, na bonita região de Sertã. É uma típica Quinta portuguesa com as suas tradições rurais, rodeada por vinhas, pomares e bosques, com adega e alambique onde ainda se faz vinho e aguardente à maneira antiga. É o lugar ideal para descansar, respirando o ar desta região verde e pura através de passeios à beira rio a barragens próximas.

Casa do Redondo

Casa do Redondo

Cuidadosamente recuperada para receber hóspedes a Casa do Redondo recuperou a vitalidade e esplendor de outrora, proporcionando a todos os que a visitam uma inesquecível experiência usufruindo de toda a calma e comodidade proporcionada pelos vários espaços da quinta, tais como: a piscina, o ténis, a sala de jogos, a lareira na sala de leitura, a sala de provas onde pode apreciar a gastronomia da região. Localizada na tradicional aldeia do Rabaçal, concelho de Meda, região de rara beleza paisagística e possuidora de um riquíssimo património arquitectónico e arqueológico, a Casa do Redondo pode ser um excelente ponto de partida para visitar uma vasta região.

Quinta da Ventuzela

Quinta da Ventuzela

Casa datada de meados do século XVII impõe a sua presença majestosa sobre o Vale do Douro, numa zona aprazível, de características únicas e de uma beleza ímpar. Em torno da Casa Principal existe uma pequena Capela que data de 1635, um alambique, lagares, tanque, uma fonte adornada com água pura, piscina, e ainda, duas outras casas denominadas "Casa da Eira" e "Casa do Caseiro". Na Quinta da Ventuzela predominam os terrenos agrícolas, que se debruçam em cascata até à margem do Rio Douro. Para relaxar, na Quinta da Ventuzela poderá desfrutar de diferentes áreas de lazer espalhadas pela propriedade.

Casa das Paredes

Casa das Paredes

Casa Senhorial cuja origem remonta a meados do Séc. XVII, foi neste século, aumentada e restaurada. Envolta numa zona de lazer, delimitada da exploração agrícola por um jardim romântico, oferece ao visitante comodidade, um ambiente acolhedor e o repouso proporcionado pelo grande pátio murado, parque e tanques ornamentais e ainda um pequeno lago com águas correntes. É de salientar a sua proximidade com as cidades históricas de Braga e de Guimarães e a facilidade de acesso às serras e barragens vizinhas, onde a rara beleza natural se conjuga com a prática de desportos náuticos, caça e pesca em zonas coutadas.

Quinta do Casal

Quinta do Casal

Situada na Freguesia da Facha, concelho de Ponte de Lima, a Quinta do Casal, resulta da total recuperação de uma Casa Senhorial do Sec. XVI, até há pouco em ruínas. Das salas e dos quartos desfruta-se ao perto e ao longe de um belo panorama. A decoração é simples e moderna. No lugar das pequenas casas dos caseiros há seis apartamentos construídos de raiz, modernos e práticos. A mata, o souto, o pomar, o olival, a piscina e o ténis são um convite a uma estadia tranquila e agradável onde a história e a arte contemporânea se harmonizam.

This will be replaced with the Google Map.