Portugal Histórico

Itinerário

1º Dia – Pinhal Novo – Palácio de Rio Frio, 2 noites
3º Dia – Borba – Casa do Terreiro do Poço, 2 noites
5º Dia – Fundão – Casa do Cimo, 2 noites
7º Dia – São Pedro do Sul – Casa do Condado de Beirós, 2 noites
9º Dia – Mesão Frio – Casa das Torres de Oliveira, 2 noites
11º Dia – Celorico de Basto – Casa de Canedo, 2 noites
13º Dia – Viana do Castelo – Quinta do Monteverde, 2 noites

Composição do Itinerário

Incluído: 14 noites em regime de alojamento e pequeno-almoço + 1 bebida de boas vindas em cada solar.

Preços

Preço por pessoa em quarto duplo – 720 euros
Preço por pessoa em quarto Individual – 1170 euros

Conhece a terra dos seus antepassados? É descendente de famílias portuguesas mas possivelmente nunca visitou o verdadeiro Portugal. Marque um encontro com as suas origens e surpreenda-se.

Uma coisa é certa: neste país de campo e de mar, vai encontrar temperaturas amenas em qualquer altura do ano, uma cultura ancestral preservada e em harmonia com a arte e a arquitetura contemporâneas e uma gastronomia de grande qualidade. Em Portugal, há paisagens tão diferentes e tão perto que vai ter várias opções de férias a curta distância.

Para conhecer o país, pode ser fazer uma viagem pelos vários sítios e monumentos portugueses que são também património de toda a Humanidade. E se quiser escolher uma banda sonora para a sua viagem, pode ser o Fado, claro, uma música do mundo também classificada pela UNESCO.

Não adie mais, viaje ao encontro da sua alma lusitana e descubra Portugal. Com a habitual hospitalidade portuguesa, vai de certeza sentir-se em casa.

A nossa sugestão começa na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde os castelos e mosteiros, contam a história da arquitetura e da arte portuguesas. Terras reconquistadas pelo primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, guardam memória desse tempo nos principais castelos da região. O Castelo de Palmela situa-se sobre o último contraforte da Serra da Arrábida, donde se avista uma vasta planície, desde Sines a Sintra. Junto a Setúbal, a Fortaleza de S. Filipe tem uma situação privilegiada na Foz do Sado, frente às maravilhosas praias da Península de Troia, com a Serra da Arrábida atrás. Com tanto mar e tanta planície para defender em tempos da fundação do país, os castelos são os guardiões da península de Setúbal

O percurso continua para o Alentejo onde o Sol é mais dourado. Encante-se com esta luz, explorando a natureza da região. Conheça a identidade alentejana entranhada em cada ponto de Arraiolos, nos trabalhos dos mármores, nos puros cavalos lusitanos ou nos deliciosos vinho e pão alentejanos. O xisto pode ser a pedra mais comum no Alentejo, mas, para os lados do Alandroal, Borba, Estremoz e Vila Viçosa, casa com um rico filão de mármore e este é rei nesta denominada Zona dos Mármores, autêntico museu natural. Vai descobrir logo porquê ao avistar as impressionantes pedreiras e ao passear por estas urbes onde palácios e igrejas, herdades e casas modestas e até tabernas e calçadas se vestem de mármore. Comece o passeio por Estremoz, cidade de arrebatadores sinais barrocos, continue depois por Borba, onde o ex-líbris da terra é a formosa Fonte das Bicas, e, depois de um passeio pelas ruas de casas debruadas a mármore, prove uns bons petiscos e o bom vinho regional. Em Vila Viçosa, repare nos trabalhos de mármore nas fachadas das igrejas, o imponente Paço Ducal, o Convento dos Agostinhos e o das Chagas.

Siga depois para as abas da Serra da Estrela e descubra paisagens de cair para o lado e o prazer de ficar na montanha, em família. Deixe-se levar pelos simples prazeres da vida serrana e descubra as incontornáveis aldeias históricas. Percorra um dos caminhos dos montanheiros ou descubra as rotas da lã, dos pastores e dos castelos. Chegado à mesa, saboreie um bom prato de migas de bacalhau seguido de cabrito assado e uma tigelada.

O itinerário continua no Centro de Portugal, região já conhecida dos romanos pela pureza das águas, que aqui ergueram termas onde procuravam tratar os males do corpo e da mente. As termas de S. Pedro do Sul são das mais conhecidas. Situada no belíssimo vale do Rio Vouga, a Estância Termal de São Pedro do Sul foi frequentada pela antiga realeza. Se gosta de História, saiba que esta é uma região que preserva muitos locais de interesse, como castelos e monumentos, que não deve perder. Viseu, Coimbra e a Serra do Buçaco são locais que pode explorar de carro, se tiver uma tarde livre. Dê ao seu descanso tudo aquilo que ele merece, juntando a terapia pelas águas à riqueza de espírito proporcionada por uma estadia nos Solares de Portugal.

Continue em direcção ao Douro, considerado património mundial pela UNESCO, é no Alto Douro Vinhateiro que se produz o famoso Vinho do Porto, internacionalmente conhecido pela sua qualidade e sabor. Nesta região - a primeira demarcada do mundo - a secular tradição vitícola produziu uma paisagem cultural de notável beleza. Numa pequena viagem ode observar toda esta riqueza e pernoitar numa quinta com um ambiente único e que, ao mesmo tempo, faça parte da Rota do Vinho do Porto. Deixe-se seduzir pela forte personalidade da terra e das gentes do Douro. Mergulhe na cultura do norte interior.

Siga em direcção à terras de basto e pelo caminho conheça a capital da antiga região de Trás-os-Montes. Entre os rios Corgo e Cabril, Vila Real espera por si, com o seu nobre casario a sobressair na paisagem. Descubra o núcleo medieval, a zona antiga da cidade e descanse no frondoso Parque do Município. Perto da localidade, vá ao encontro de uma das mais notáveis joias do Barroco português: o Palácio de Mateus.

Viaje por rios e serras verdejantes e conheça Viana do Castelo, espraiada na foz do rio Lima. Percorra os caminhos que levam à foz do Minho, do Lima e do Cávado. Passeie por serras e montanhas e "desague" em belas cidades à beira-mar. Viana do Castelo é uma delas, linda por dentro e por fora. O monte de Santa Luzia é o ex-libris da cidade. Suba-o e delicie-se com a panorâmica do Lima, do mar, da montanha e do casario vianense lá em baixo. Para recarregar ainda mais as baterias da alma viaje pelas serras do Soajo e da Peneda. Vá ao encontro de aldeias de pastores e saberes antigos. Viva ao máximo este passeio onde pode encontrar todo o conforto e a mais genuína tradição. Este é um bom pretexto para dar a volta ao extremo noroeste de Portugal, ficando a conhecer algumas das principais localidades minhotas de Ponte de Lima, Caminha, Valença, Monção, Melgaço e Paredes de Coura que esperam por si.

Palácio de Rio Frio

Palácio de Rio Frio

O Palácio de Rio Frio foi construído no início deste século. Na altura era uma das maiores propriedades do país produzindo essencialmente vinho. A casa encontra-se decorada com fabulosos azulejos que ilustram o trabalho das comunidades rurais, em particular as vindimas. As paredes da sala principal estão totalmente decoradas com coloridos azulejos típicos do Ribatejo. A casa está rodeada por um maravilhoso jardim e por pequeno bosque, criando um ambiente calmo e relaxante.

Casa do Terreiro do Poço

Casa do Terreiro do Poço

A Casa do Terreiro do Poço é uma construção do séc. XVIII, constituída por 3 corpos que integram a fachada principal e duas casas contíguas, formando um conjunto arquitectónico singular, no centro histórico de Borba, junto ao jardim do Largo dos Combatentes. Restaurada com gosto, combina o clássico com o contemporâneo, onde móveis portugueses, orientais e africanos, convivem em harmonia e permitem uma viagem na história e na Arte dos três continentes.

Casa do Cimo

Casa do Cimo

A Casa do Cimo situa-se a 2 Km do Fundão, em plena Cova da Beira entre as serras da Gardunha e da Estrela. A Casa Nobre do Cimo, data do século XVIII, ressalta-se pelo seu leigo histórico cujos feitos foram dedicados aos reis de Portugal – de D. Afonso IV a D. Maria I. Actualmente, a casa encontra-se adaptada como unidade de Turismo de Habitação onde obedece às exigências de bem-estar e conforto de pessoas que procuram o ambiente genuíno das tradicionais casas antigas. Para as pessoas que apreciam os desportos de inverno, a Casa do Cimo é o local ideal para ficar, imbuída do espírito acolhedor e servida da melhor riqueza gastronómica da região.

Casa do Condado de Beirós

Casa do Condado de Beirós

Sobranceira às Termas de São Pedro do Sul, a Casa do Condado de Beirós, construída no século XVIII (1778), interioriza o melhor espírito da arquitectura beirã, envolta em belos jardins e criada numa estrutura quase conventual. As suas dimensões generosas emolduram um claustro rodeado de dez bonitos quartos e salões, onde cada recanto é um lugar de conforto. Da piscina o olhar perde-se nostálgico sobre o vale do Vouga e as serras de vegetação verdejante e fresca, onde as possibilidades de passeios e descobertas são inúmeras. A natureza que envolve este espaço convida a passeios a pé entre outras actividades ao ar livre.

Casa das Torres de Oliveira

Casa das Torres de Oliveira

Magnífico solar do inicio do século XVIII, situado em plena Região Demarcada do Douro. O lugar da sua construção resultou de uma rigorosa escolha, que permitiu não somente encabeçar uma vasta propriedade agrícola, com produção de Vinho do Porto, como desfrutar de uma bela paisagem, ao fundo da qual se pode ver o rio Douro a serpentear.

Casa de Canedo

Casa de Canedo

A Casa de Canedo, mais conhecida localmente como Casa do Barreiro, foi construída no Séc. XVII. Inserida numa Quinta de 90 há cujas atividades predominantes são a exploração florestal e a produção vinícola. Localizada nas Terras de Basto, uma região famosa pela beleza natural e pelo vinho, está próxima das Vilas de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto a cerca de 500m da estrada entre Fermil e Arco do Baúlhe.

Quinta do Monteverde

Quinta do Monteverde

O solar de séc. XVI e a Quinta fizeram parte do morgado da Casa das Torres da Sra. das Neves de Sendim, pertença desde meados do séc. XVI da família Cunha Lobo Barbosa Sottomaior. Em 1820 entrou na família o Juiz genovês Luigi Vital Monteverdi, tendo passado a propriedade a ser conhecida por Quinta do Monteverde. Com uma localização privilegiada, onde campo, praia e foz do rio Neiva estão presentes em todo o seu esplendor, a Quinta do Monteverde preserva o mobiliário e decoração originais proporcionando uma requintada e inesquecível estadia.

This will be replaced with the Google Map.